NOTÍCIAS

Postado em 18 de Setembro de 2017 às 15h57

Motoristas mais seguros contribuem para a fluidez do trânsito

Projeto Estacionando na Praça, promovido pelo Núcleo dos Centros de Formação de Condutores da ACIC, tem por objetivo conscientizar sobre a importância da condução segura

Elisete de Almeida dirige há anos, mas procura estacionar em locais onde não precisa fazer baliza. Ela participou, no último sábado (16) do projeto Estacionando na Praça, promovido pelo Núcleo dos Centros de Formação de Condutores (CFCs) da Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC) e mudou o pensamento. “É fácil fazer a baliza, mas costumamos não praticar. Agora, vou voltar a fazer”, comentou.

A ação foi realizada na rua Maravilha, no bairro Efapi. Os instrutores dos CFCs acompanharam e orientaram motoristas no estacionamento em paralelo. De acordo com o diretor geral do CFC Efapi, Sabino Antunes da Silva, as empresas devem auxiliar para a melhoria do trânsito. “O projeto contribui com as pessoas que têm dificuldade de estacionar. Quando os motoristas têm segurança, contribuem para melhorar o fluxo do trânsito”. A diretora de ensino e instrutora do CFC Xavante, Marcieli Groth, frisou que a principal dificuldade dos alunos nas aulas é a baliza. “O segredo é praticar porque não é difícil”.

O Estacionando na Praça celebra a Semana Nacional do Trânsito que acontece entre os dias 18 a 25 deste mês. O objetivo é alcançar os condutores chapecoenses que desejam aprimorar as habilidades para estacionar veículos. As próximas ações serão nos dias 23 e 30 de setembro das 8 às 12 horas na praça Coronel Bertaso, no centro. Durante o evento, totalmente gratuito, o instrutor acompanha o motorista, assim como acontece nas aulas práticas nos CFCs para obtenção da habilitação.

A ação tem apoio da Prefeitura de Chapecó por meio da Secretaria de Defesa do Cidadão e Mobilidade.

Veja também

Siscoserv é tema de curso promovido pelo Núcleo de Comércio Exterior da ACIC08/04/14 De acordo com dados do Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), o comércio exterior de serviços no Brasil tem apresentado, historicamente, déficits crescentes na conta de serviços do balanço de pagamentos. Entre 2007 e 2011, o déficit brasileiro cresceu 202%, e diferentemente do comércio exterior de bens e mercadorias,......

Voltar para Notícias