NOTÍCIAS

Postado em 28 de Maio de 2014 às 17h02

Assembleia aprova diretoria da primeira Sociedade de Garantia de Crédito de SC

Empresários representantes de associações comerciais e industriais das regiões oeste, extremo-oeste e noroeste de Santa Catarina escreveram mais um capítulo da história do Estado na noite da última terça-feira, 27. Eles participaram da primeira assembleia geral da Sociedade de Garantia de Crédito Garanteoeste que instituiu a diretoria e aprovou o Estatuto Social da SGC. A entidade avalizará empréstimos bancários para micro e pequenas empresas. O Sebrae Nacional dará o suporte técnico e financeiro durante o processo de implantação.

O diretor financeiro da Associação Comercial e Industrial de Chapecó (Acic), Sérgio Perondi, foi indicado como presidente do Conselho de Administração. Jeovany Folle, presidente da Associação Empresarial de Maravilha, será o vice-presidente. Para presidir o Conselho Fiscal, foi indicado o empresário Vilmar Lima de Souza que é presidente da Associação Empresarial de São Miguel do Oeste. “Estamos cientes do desafio que assumimos. As associações comerciais e industriais que estiveram aqui hoje entraram para a história de Santa Catarina. Plantamos uma árvore que logo se transformará em uma floresta”, afirmou Perondi.

Com a formalização do Estatuto Social da SGC Garanteoste, o próximo passo é buscar a formalização legal da entidade junto ao Ministério da Justiça. De acordo com o assessor jurídico da Sociedade de Garantia de Crédito, Anderson Tissiani Vedana, agora é preciso providenciar a Declaração de Entidade de Utilidade Pública para o credenciamento no governo federal como Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (Oscip). “Vamos nos organizar para que o encaminhamento seja breve. A constituição da Oscip pode demorar até três meses”, explicou o advogado.

A intenção é começar as operações ainda em 2014. O coordenador regional oeste do Sebrae/SC, Enio Albérto Parmeggiani, enfatizou que “a importância da Sociedade de Garantia de Crédito vai além de possibilitar empréstimos para as micro e pequenas empresas, ela também propiciará apoio aos gestores públicos da região na operacionalização de fundos de apoio aos pequenos negócios em seus territórios”. A Garanteoeste será oficializada no dia 16 de junho com a presença do presidente do Sebrae Nacional, Luiz Barreto.

Como funciona uma SGC

Na década de 1990, empresários e AMOSC, via Fórum de Desenvolvimento Regional Integrado e associações comerciais do oeste catarinense, começaram a busca por uma SGC. Até então, não havia no país legislação que reconhecesse a atividade. No entanto, o Sebrae empreendeu esforços e coordenou os trabalhos para fortalecer e ampliar iniciativas como esta na região. Os aspectos legais foram incorporados à Lei Geral da Micro e Pequena Empresa.

O modelo de Sociedade de Garantia de Crédito pretendida para Santa Catarina funciona há mais de 50 anos na Itália e em todos os demais países ibero-americanos, inclusive em países como Coréia e Canadá. A constituição e formalização da SGC servem como instrumento de aval para empreendedores que precisem de crédito e tenham limitações na garantia. Os recursos serão negociados pela SGC com as instituições financeiras e concedidos com taxas de juro abaixo dos valores praticados no mercado. Caso o contratante não consiga cumprir com os pagamentos, a SGC quita a dívida, para manter a credibilidade e, posteriormente, cobra do empresário que fez o empréstimo.

Parmeggiani afirma que os financiamentos também podem ser oriundos de políticas públicas através de fundos constituídos pelos municípios da região. O gerenciamento destes fundos de apoio ao desenvolvimento setorial, a exemplo do previsto na Lei da Inovação dos Municípios, consequentemente, poderá ser associado à SGC para otimizar a operacionalização e contribuir para o desenvolvimento econômico e setorial dos municípios parceiros.

Organização

Os aspectos de sensibilização e articulação são desenvolvidos pela Facisc e Sebrae, tendo como base um estudo de mercado contratado pelo Sebrae/SC feito com 1216 empresários de 15 municípios do oeste, extremo-oeste e noroeste catarinenses que demonstra a necessidade de implantação de uma SGC. Ainda no ano passado, 14 associações empresarias, vinculadas à Facisc, assinaram um termo de adesão demonstrando interesse em integrar a SGC. A constituição da Garanteoeste, com abrangência macrorregional, já envolve mais de 4.950 empresas.

A pesquisa demonstra que as dificuldades de acesso ao crédito vão desde a situação jurídica, restrições das empresas ou sócios, insuficiência de garantia e falta de capital próprio. Os empresários apontaram a necessidade de garantia de crédito para facilitar o acesso a empréstimos, hoje disponibilizados pelo sistema financeiro. Ter um bom projeto de investimentos e controles contábeis também auxilia na hora da negociação apoiada pela SGC.

Números

Um estudo do Sebrae Nacional aponta que, no Brasil, 99% das empresas são de micro e pequeno portes. 71% dos novos negócios são abertos no país por oportunidade, o que mostra uma mudança no perfil de empreender e reflete na necessidade de prover novos instrumentos para apoio. Hoje, o acesso ao crédito em relação ao PIB é de apenas 56%.

Veja também

MERCOAGRO 2016 Clínica Tecnológica esclarecerá dúvidas de visitantes e expositores25/07/16 Um local que funcionará como consultoria técnica, como se fosse um laboratório onde serão tratados temas de ponta, incluindo conservação de alimentos, Food Defense, alta pressão, sanidade animal, análise sensorial por meio de processos inovadores, como o nariz e a língua eletrônica. Assim será a Clínica Tecnológica, evento da......
Núcleo de Gestores de Pessoas da ACIC e ABRH-Chapecó22/03/16 Para fortalecer as práticas de gestão de pessoas Com apoio do Núcleo de Gestores de Pessoas da Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC), tomou posse na semana passada a nova diretoria da......
Diretoria da ACIC apresenta reivindicações ao prefeito Buligon13/01/16 Diretoria da ACIC apresenta reivindicações ao prefeito Buligon A nova diretoria executiva da Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC), presidida pelo empresário Josias Mascarello, foi recebida em......

Voltar para Notícias