Aba 1

    NOTÍCIAS

    Postado em 25 de Maio às 10h52

    ACIC Chapecó solicita melhorias de infraestrutura e de saúde no Voz Única

    ACIC CHAPECÓ Documento foi lançado pela Facisc e será entregue aos partidos políticos para auxiliar na elaboração de planos de governo Infraestrutura, com ênfase em rodovias, ferrovias e no...

    Documento foi lançado pela Facisc e será entregue aos partidos políticos para auxiliar na elaboração de planos de governo

    Infraestrutura, com ênfase em rodovias, ferrovias e no abastecimento de água e energia elétrica, além da melhoria nos serviços de saúde são os pleitos da Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC) para o documento Voz Única, lançado pela Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (Facisc). A plataforma vai levantar, integrar e monitorar o que o Estado precisa para crescer. É um instrumento que norteia os investimentos para o desenvolvimento catarinense, democratiza a informação e ao mesmo tempo valoriza o papel do setor produtivo.

    No que se refere à infraestrutura, a ACIC defende o planejamento e apoio às ferrovias Ferroeste (Cascavel a Chapecó) e a laboração de projetos e estudo de viabilidade do trecho entre Chapecó e Correia Pinto, conforme já foi anunciado pelo Governo do Estado. Outras reivindicações são a duplicação da BR-282 entre Chapecó e Irani e a revitalização e implementação de terceiras faixas na SC-283 entre Concórdia e Palmitos. A obra de revitalização e modernização da SC-283 já iniciou em alguns trechos, mas é preciso acompanhar e cobrar o Governo na continuidade dos repasses financeiros e na conclusão dentro dos prazos acordados.

    O presidente da ACIC, Lenoir Broch, enfatiza que a construção de ferrovias é fundamental para evitar a migração de plantas industriais para outras regiões do País e para evitar o colapso do agronegócio no Oeste. Destaca que oito entidades do Estado patrocinam o estudo de viabilidade técnica, econômica e ambiental (EVTEA) do ramal da Ferroeste entre Cascavel e Chapecó. "Esse estudo custou R$ 750 mil e foi doado para a Ferroeste anexar aos demais estudos do Governo do Paraná para posterior oferta em leilão para iniciativa privada. A intenção é acelerar os encaminhamentos e atratividade da inciativa privada em explorar todo o trecho da futura concessão, de Maracajú (MS) a Paranaguá (PR), e os ramais de Cascavel a Chapecó e de Cascavel a Foz do Iguaçu", explica.

    A duplicação da BR-282 é importante para reduzir acidentes, custo de transporte e melhorar a logística. Também contribuirá para atrair novas empresas e para o incremento na arrecadação de impostos, além do aumento da qualidade de vida e renda. "A ACIC acompanha há anos esse processo e cobra os governos e os parlamentares para a destinação de recursos para a obra", sublinha Broch.

    ÁGUA E ENERGIA ELÉTRICA

    Outra demanda defendida pela ACIC é a ampliação do sistema de captação, tratamento e distribuição de água, esgotamento e tratamento sanitário em Chapecó. Iniciativas da Casan então em andamento, como a obra para captação de água no Rio Chapecozinho no município de Bom Jesus para atender Xanxerê, Xaxim, Cordilheira Alta e Chapecó. Também foi aberto o processo de licitação para captação água do Rio Uruguai para abastecer Chapecó, perfurados de vários poços na cidade e ampliados reservatórios de água em bairros mais problemáticos, mas isso não resolverá o problema em futuras estiagens. A ACIC defende a realização de melhorias no Lajeado São José, que abastece a cidade, e a criação de políticas públicas de proteção aos mananciais.

    A ACIC também reivindica a ampliação da rede de distribuição de energia elétrica na região oeste, tanto no meio urbano, com a construção de novas subestações e linhas de transmissões, quanto na modernização da rede rural, com instalação de cabos revestidos e rede trifásica para atendimento aos empreendedores rurais.

    SAÚDE

    A ACIC também atua historicamente para contribuir com a melhoria dos serviços de saúde em Chapecó. Para o Voz Única 2022, sugere equipar e habilitar para funcionamento e atendimento as novas alas da ampliação física realizada no Hospital Regional do Oeste (HRO) e ampliar os repasses mensais do Governo de Santa Catarina para custeio das despesas. A entidade também pede investimentos no Instituto Médico Legal (IML) de Chapecó, que necessita de melhorias e ampliações para continuar o atendimento.

    SOBRE O VOZ ÚNICA

    Em julho a Facisc lançará a cartilha com as demandas de cada uma das 149 associações empresariais presentes em mais de 220 municípios. Depois, entregará aos presidentes dos partidos para dar subsídios aos planos de governo dos candidatos deste ano. A cartilha é uma ferramenta que orienta e informa sobre as demandas de SC. Também é um meio de acompanhamento e traça um raio-x do que o Estado precisa. Além disso, está alinhado com a Agenda 2030 e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS). Como novidade desta edição, a Facisc fará o monitoramento dos itens publicados, dará acesso a este monitoramento e a todas as informações levantadas nos últimos anos.

    Veja também

    ACIC reúne parceiros e debate ações para Chapecó e região25/03 Em reunião nesta semana, estiveram em pauta temas relacionados a melhorias na infraestrutura, na saúde e na segurança pública As principais frentes de atuação da Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC) para os anos de 2022 e 2023 foram apresentadas nesta semana para parceiros da entidade. Entre elas estão a busca constante por......
    Sicredi e ACIC renovam parceria08/02/19 A Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC) e a cooperativa Sicredi Região da Produção RS/SC/MG renovaram, nesta semana, a parceria entre as entidades. Participaram o presidente da ACIC, Cidnei Barozzi, o......

    Voltar para Notícias