Aba 1

    NOTÍCIAS

    Postado em 06 de Novembro às 14h09

    Portal Social dá visibilidade aos projetos de Chapecó e região

    A realização de um sonho. Assim o presidente da Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC), Nelson Eiji Akimoto, resumiu o lançamento do Portal Social, iniciativa da entidade que promoverá a divulgação de projetos sociais e culturais, aproximando empresas, entidades e profissionais que elaboram as propostas. Na plataforma, estão sendo cadastrados projetos do terceiro setor de Chapecó e região, nas áreas da cultura, educação, esportes e saúde. Acesse o endereço clicando aqui.


    O presidente destacou que a intenção é fortalecer a cultura de doação de parte do Imposto de Renda, tanto de empresas como de pessoas físicas. "Atenderemos a vários públicos e, com isso, a comunidade como um todo será beneficiada, pois esses projetos atuam para o desenvolvimento e melhoria da qualidade de vida local. Sempre ouvimos empresários comentando sobre a alta carga tributária e o baixo retorno por parte do Governo. Com a destinação de recursos para projetos, parte desse valor ficará na região", enfatizou, ao acrescentar que pode parecer difícil para quem ainda não faz esse tipo de investimento. "Depois que fizer pela primeira vez, fica fácil, os tabus são desmistificados. Faremos um trabalho de sensibilização dos empresários nesse sentido", complementou.


    Akimoto enfatizou que o Portal Social é um meio de articulação e estímulo às empresas para que usem as leis de incentivos fiscais federais. "A plataforma promove o encontro de projetos e das empresas do município que têm interesse em fazer a doação", frisa.


    A participação da classe contábil é fundamental. Por isso, a ACIC conta com a parceria do Sindicato dos Contabilistas de Chapecó (Sindicont). "Há um mito na classe empresarial e contábil de que empresas que fazem doações para leis de incentivo possam sofrer fiscalizações, mas isso é uma inverdade. As fiscalizações não têm esse foco", realçou o diretor Financeiro da ACIC, Dalvair Anghében.


    Para o empresário Gilson Vivian é necessário atuar na sensibilização dos empreendedores e das lideranças. "Sou um entusiasta dessa causa há anos. Para motivar mais empresas, precisamos saber onde estão os problemas, a exemplo do medo de investir, e trabalhar para desmistificar essas questões. Chapecó tem muitos projetos bons que precisam ser conhecidos e desenvolvidos". O empreendedor Ernani Zottis parabenizou a iniciativa. "Acredito que o Portal Social fará uma grande diferença na sociedade que vivemos", frisou.


    O diretor de Tecnologia, Inovação e Empreendedorismo da ACIC, Sidimar Carniel, apresentou o portal. Nele, estarão cadastrados projetos de Chapecó e região. Tanto os proponentes quanto empresas interessadas em investir e a comunidade em geral poderão acompanhar cada proposta, seus objetivos, etapas, arrecadação, conferir como fazer doações, entre outros itens. "A plataforma será alimentada constantemente e atualizada conforme surgirem demandas. Sugestões sempre são bem-vindas", comentou.


    Para o produtor cultural da Radar Produções, Louis Radavelli, o Portal Social se apresenta como um marco na história do patrocínio de projetos culturais na cidade de Chapecó. "Esse projeto tem uma força muito grande, pois irá desmistificar, clarear e informar as empresas sobre as formas de se conectarem com ações culturais. Quando uma empresa local apoia um projeto cultural presente na comunidade em que ela faz parte, ela mostra interesse pelo desenvolvimento da sua comunidade. O Portal Social chega como uma ferramenta de aproximação entre patrocinadores e projetos e contribuirá muito na construção de uma relação mais próxima entre aqueles que querem ver Chapecó cada vez mais evoluída, desenvolvida e humanizada. Uma cidade feita para pessoas. Todos saem ganhando com essa aproximação: os projetos que conseguem se desenvolver, as empresas, pois associam a sua marca a boas iniciativas sociais, a economia da cidade, pois também estamos falando de geração de empregos diretos e indiretos e, principalmente, a comunidade que tem o acesso à cultura garantido".


    LEIS DE INCENTIVO


    Podem fazer uso dos mecanismos de incentivos fiscais federais as empresas que tenham como regime de tributação o Lucro Real. As empresas podem destinar até 9% do Imposto de Renda Pessoa Jurídica e as pessoas físicas podem contribuir com até 6% do Imposto de Renda quando feito na modalidade completa, com um percentual específico para cada lei de incentivo fiscal. As doações podem ser destinadas para propostas inscritas na Lei Rouanet/Audiovisual, no Fundo da Infância e Adolescência (FIA), no Programa Nacional de Apoio à Atenção Oncológica (Pronon), no Programa Nacional de Apoio à Atenção da Saúde da Pessoa com Deficiência (Pronas), na Lei de Incentivo ao Esporte e no Fundo Nacional do Idoso.


    O Portal Social tem como patrocinadores institucionais o BRDE, o Sicoob MaxiCrédito, o Sicredi e a Unimed Chapecó e apoio da Saphir e da Scolari Soluções Criativas.

    Veja também

    Projeto 20 Minutos “Se fala muito em inovação, mas o que precisa inovar mesmo, somos nós”09/08/19Palestrantes explanaram sobre tecnologia, inovação e empreendedorismo em evento promovido pelo Núcleo de Jovens Empresários da ACIC Chapecó Seis palestras que trouxeram tendências sobre tecnologia, inovação, relacionamento profissional e empreendedorismo marcaram o Projeto 20 Minutos nessa quinta-feira (08), no Arcoplex Cinemas, no Shopping Pátio Chapecó. A iniciativa foi do Núcleo de Jovens Empresários (NJE) da Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC) e teve como tema......
    Chapecó 103 anos: jovem, motivado, atual e inovador24/08 O município de Chapecó chega aos 103 anos de fundação em clima de enfrentamento da pandemia do coronavírus. Essa grave situação de crise sanitária mundial, entretanto, não mancha a......

    Voltar para Notícias