Aba 1

    NOTÍCIAS

    Postado em 24 de Maio às 16h12

    Núcleo de Gestão pela Excelência da ACIC promove ações para aprimorar empresas

    ACIC CHAPECÓ Encontro realizado nesta semana aproximou o grupo da Fundação Nacional de Qualidade. Aproximar o Núcleo de Gestão pela Excelência da Associação Comercial e Industrial de...

    Encontro realizado nesta semana aproximou o grupo da Fundação Nacional de Qualidade.

    Aproximar o Núcleo de Gestão pela Excelência da Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC) da Fundação Nacional de Qualidade (FNQ) foi um dos objetivos de reunião promovida nesta semana com a presença do Presidente da FNQ, Ronald Martin Dauscha, e com o Gestor de Relacionamento da FNQ, Fernando Maquiaveli. O encontro foi híbrido: os integrantes do núcleo se reuniram presencialmente pela primeira vez após o início da pandemia, com a presença do presidente da ACIC, Nelson Akimoto, e da diretora de Núcleos Empresariais, Cleunice Zanella. Os demais participantes da reunião estiveram on-line. Também participaram a vice-presidente do Movimento Catarinense pela Excelência (Excelência SC), Renata Rubik Maestri, e integrantes dos Núcleos de Gestão pela Excelência de Joaçaba, Caçador, Florianópolis e Videira.

    ACIC CHAPECÓ Presidente da FNQ, Ronald Martin Dauscha, falou sobre as ações da entidade.

    Presidente da FNQ, Ronald Martin Dauscha, falou sobre as ações da entidade.

    A FNQ atua na disseminação, educação, diagnóstico e consultoria com foco na gestão voltada para a excelência e transformação de empresas em todo o Brasil. O presidente da entidade ressaltou que o propósito é transformar pela gestão. "Temos mais de 160 organizações filiadas, mais de 400 práticas de gestão cadastradas no portal e mais de um milhão de organizações atendidas em projetos para melhoria da gestão", relatou.

    Para atuar na transformação das organizações, a FNQ dissemina o Modelo de Excelência da Gestão (MEG), que apresenta oito Fundamentos: Pensamento Sistêmico, Compromisso com as Partes Interessadas, Aprendizado Organizacional e Inovação, Adaptabilidade, Liderança Transformadora, Desenvolvimento Sustentável, Orientação por Processos e Geração de Valor. As empresas que implantam o MEG avançam em etapas e o seu nível de maturidade da gestão aumenta de acordo com uma pontuação, de 125 a 1000, passando pelas categorias inicial, em desenvolvimento, consolidado e excelente.

    Dauscha apresentou algumas novidades do MEG, como os programas customizados nas áreas de recursos humanos, saúde, cooperativas e micro e pequenas empresas. Estão sendo desenvolvidos MEGs para os setores de agronegócio, inovação aberta, municípios e educação. "São modelos de diagnósticos que aliam os fundamentos da excelência e as peculiaridades do setor sob um olhar transformador baseado em valor", comentou, ao acrescentar que a FNQ também desenvolve cursos, palestras e outros eventos para a disseminação da gestão pela excelência.

    Renata assinalou que o Excelência SC está mobilizando organizações em todo o Estado para participar do Prêmio Catarinense da Excelência, que está com inscrições abertas até o fim deste mês. A 16ª edição tem como objetivo reconhecer empresas que se destacam pela implantação de ferramentas do seu modelo de gestão.

    "O Prêmio contempla quatro modalidades, conforme o estágio da busca pela excelência, e é um caminho para depois participar em nível nacional. Nosso grande propósito é tornar as empresas mais competitivas. É muito perceptível a melhoria que se consegue com a implementação do MEG, principalmente em momentos de crise. As organizações que estavam nesse caminho durante a pandemia, por exemplo, trabalharam forte o fundamento de adaptabilidade", expôs Renata, que é diretora de Inovação e Tecnologia do Senac e também apresentou o case da instituição na implantação do MEG, que iniciou em 2005 e que proporcionou diversas conquistas ao longo dos anos.

    PARCERIA

    O coordenador do Núcleo de Gestão pela Excelência, Valdecir Moura, realçou a importância da integração em todo o Estado. "Com o fortalecimento da parceria com os núcleos de outras regiões de Santa Catarina, com o Movimento Catarinense pela Excelência e com a FNQ conseguiremos ampliar, cada vez mais, as práticas de gestão pela excelência, assim como levar para mais organizações".

    Moura lembrou que o grupo foi criado em 2018 com a intenção de disseminar a excelência em gestão e a melhoria contínua para as organizações associadas à ACIC. "Hoje conseguimos perceber essa busca nas empresas. Acreditamos que trocar experiências é uma maneira de inspirar. Por isso, incentivamos a participação no Prêmio Catarinense da Excelência e buscamos, cada vez mais, aproximação com os demais núcleos, com o Excelência SC e com a FNQ", salientou.

    O presidente da ACIC enfatizou que a entidade não parou durante a pandemia e está desenvolvendo diversas ações para auxiliar as empresas e a comunidade. "O trabalho em grupo é fundamental para superar os desafios atuais e os núcleos da ACIC também estão muito ativos, desenvolvendo ações e contribuindo para a melhoria das organizações", sublinhou Akimoto.

    Veja também

    ACIC Chapecó lança Portal Social nesta sexta-feira04/11/20 Promover a divulgação de projetos sociais e culturais, aproximando empresas, entidades e profissionais que elaboram as propostas. Esse é o objetivo do Portal Social da Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC), que será lançado nesta sexta-feira (06), às 8 horas, em evento on-line. Na plataforma, serão cadastradas iniciativas do terceiro......
    Demandas do Oeste são apresentadas à Câmara de Tecnologia e Inovação da FIESC24/05/18Núcleo de Tecnologia de Informação e Comunicação da ACIC, Deatec e Simec expuseram importância do setor de TI e as necessidades para continuar se desenvolvendo O setor de tecnologia está em fase de expansão no mundo todo e no Oeste catarinense não é diferente. As demandas do setor foram discutidas nessa semana em reunião da Câmara de Tecnologia e Inovação da......

    Voltar para Notícias