NOTÍCIAS

Postado em 07 de Julho de 2017 às 16h09

Impostos, prospecção de clientes e terceirização são foco de capacitações da ACIC

Capacitações (16)

A Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC) promoveu três capacitações nessa semana sobre prospecção de clientes, treinamento fiscal e a Lei da Terceirização. Os cursos oferecidos pela entidade são direcionados para empresários, diretores, gestores e demais colaboradores das empresas associadas com temas que procuram suprir as necessidades das organizações e buscam qualificar as equipes de trabalho em diversas áreas. As qualificações tiveram apoio institucional do Sicredi e do Sicoob.

O curso “Treinamento Fiscal para Compradores e Vendedores” proporcionou aos participantes uma visão geral dos aspectos fiscais e tributários relacionados às áreas de compras e vendas. Também facilitou o entendimento dos cálculos envolvendo os tributos e demonstrar de que forma eles afetam os custos e as vendas das empresas e, consequentemente, seus resultados.

O facilitador, Hemerson Sutil de Oliveira, abordou sobre os principais impostos estaduais e federais que impactam nas compras e vendas: ICMS, IPI, PIS e Cofins. “O sistema tributário brasileiro é muito complexo. Cada imposto possui uma legislação específica que dificulta seu entendimento”, frisou. De acordo com Oliveira, é fundamental conhecer as regras para não deixar de pagar impostos, o que pode gerar multas, ou não pagar a mais. “É necessário estudo continuado, pois são feitas alterações diárias na legislação tributária”, complementou.

Capacitar os profissionais a criar estratégias, abordagens, roteiros e critérios para melhoria na prospecção de vendas foi objetivo do workshop “Prospecção de Clientes”. O facilitador, Carlos Alberto Serpa, explanou sobre como descobrir oportunidades nos mercados de atuação e como sair da armadilha de uma abordagem monótona e mecânica.

O workshop teve 90% das atividades práticas, com apresentação de ferramentas para a prospecção de clientes. De acordo com Serpa, é fundamental atrair clientes de maneira estruturada, focando naqueles que trarão resultados sustentáveis para as empresas. “Esse trabalho requer dedicação e tempo para que se faça a qualificação dos clientes”, ressaltou. Serpa destacou que essa não é uma área isolada dentro da empresa e não elimina a propaganda. “A empresa precisa ter um conjunto de ações que vão proporcionar melhores resultados”, salientou.

As atendentes do Centro de Formação de Condutores Efapi, Patricia Silva Lara e Josiane Padilha, participaram do treinamento. Josiane contou que elas estão na empresa há menos de um mês e tinham objetivo de buscar qualificação. “Conseguimos extrair bastante informações para usar no nosso dia a dia. Já fizemos um plano de aplicação que colocaremos em prática a partir da semana que vem”, relatou.

TERCERIZAÇÃO

A Lei da Terceirização (nº 13.429), sancionada pelo presidente Michel Temer no dia 31 de março, foi explanada pelo advogado e mestre em Direito Ariel Silva na segunda turma do workshop “Estou Livre para Terceirizar?”. De acordo com ele, a lei não permite ampla terceirização. O que mudou é que não havia uma lei que regulamentasse a atividade e, agora, existe.

O advogado enfatizou que a lei não faz menção clara sobre a atividade fim, mas há um entendimento que possa ser terceirizada. “Por ser uma lei limitada, com uma redação curta, não regulou suficientemente as relações de terceirização”, explicou acrescentando que a lei é pouco técnica e isso pode gerar mais risco do que segurança jurídica às empresas. A orientação é que nenhum procedimento de terceirização seja feito sem a consulta a um advogado trabalhista.

Veja também

Pequenas práticas: grandes impactos na sustentabilidade do planeta05/11/13 “Você sabe quanto lixo produz por dia?”, com esta provocação, a diretora do Ponto Focal GRI no Brasil, Gláucia Térreo iniciou sua apresentação no 2o Fórum de Sustentabilidade realizado em Chapecó na segunda-feira, 4. Ela respondeu estimando que cada pessoa produz cerca de um quilo de lixo por dia e cada residência gera uma tonelada e......
Vendas aceleradas: Indústrias da carne aderem ao projeto MERCOAGRO 2016 20/11/15 Mais de 40 empresas fornecedoras de insumos para a indústria da carne – entre elas, algumas das maiores do Brasil – já contrataram espaços para expor na MERCOAGRO 2016, a Feira Internacional de Negócios, Processamento e......

Voltar para Notícias