NOTÍCIAS

Postado em 21 de Agosto de 2015 às 17h04

Equipes campeãs se fazem com grandes líderes e grandes marcas, com autenticidade

Terceira edição do evento “20 minutos” apresentou cinco palestras que inspiraram motivação, ousadia e inovação empreendedora

Mais de 350 pessoas acompanharam, na noite dessa quinta-feira (20), mais uma edição exitosa do evento “20 minutos – Inspire-se”, promovido pelo Núcleo de Jovens Empreendedores (NJE) da Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC). Com um ciclo composto por cinco palestras – com 20 minutos cada – o evento se consolida por sua proposta inovadora, focada e objetiva, trazendo palestrantes renomados que surpreendem os participantes, em um curto espaço de tempo, compartilhando experiências bem sucedidas e inspiradoras.
O coordenador desta edição, Rodrigo Schilke, afirma que o sucesso já era esperado – em menos de 10 dias após o lançamento, todos os ingressos já estavam vendidos – e a única expectativa era a satisfação do público com as palestras. “Esta foi a terceira edição do evento e a principal característica do ’20 minutos’ é surpreender os participantes com um conteúdo de qualidade, tanto no que se refere a inovação quanto para o estímulo nos negócios. Nossa meta é impulsionar os empreendedores com relatos de experiências que os motivem a apostar mais em seus empreendimentos”, ressalta.
DESAFIE, REMUNERE E CELEBRE
A palestra “A arte da guerra para a gestão de equipes”, da professora da FGV, Alessandra Assad, abriu o evento. Nela, a professora comparou o empreendimento a um campo de guerra, no qual equipe de trabalho são os soldados e o líder é o capitão. Assad realça que, se a estratégia é importante, a execução é tudo. Portanto o empreendedor deve investir em seus soldados.
Entre as dicas que Alessandra deu estão a necessidade de alinhar estratégias, lutar junto com a equipe e não contra ela, pensar coletivamente, ser eficaz e inspirar confiança, aprender a gerenciar conflitos e apostar nas pessoas certas nos lugares certos. Outro fator determinante é focar na missão que, segundo ela, é a alma do negócio. “O bom empreendedor deve aprender a valorizar a diversidade, treinar sua equipe sem reter seus talentos e estar apto a superar traições. O principal é manter proximidade com a equipe, conhecer o seu exército, e surpreendê-los: desafie, remunere e celebre com eles. Equipes campeãs se fazem com grandes líderes”, exclama.
PENSE COMO UM ARTISTA
O co-fundador da Azul Linhas Aéreas Mark Neeleman, reconhecido como um dos empresários mais bem sucedidos do Brasil, falou sobre “Como ouro verde vai salvar a Amazônia”. Sonhador e apaixonado, Neeleman se fascinou quando descobriu as incontáveis possibilidades de utilização de uma das plantas mais tradicionais do Brasil, o bambu. “O maior causador de desmatamentos em algumas regiões da Amazônia é a pobreza, pois as pessoas cortam árvores para construir casas. O bambu, portanto, é uma matéria-prima alternativa para construção de moradias – muito resistente e menos degradante no que se refere a desmatamento”, explica.
O empresário aponta que o Brasil possui o segundo maior número de bambuzais do mundo e, mesmo com uma matéria-prima abundante, não consegue reverter nenhum produto produzido a partir dela para exportação. O segredo, segundo Neeleman, é pensar como um artista. “O sucesso vem de empresas em que as pessoas são capazes de fazer do seu produto, uma arte”, recomenda.
NÃO VIOLÊNCIA
“A transformação começa em nós” foi o tema abordado pela Monja Heishin, do Grupo Zendo Brasil. Com uma proposta contrária as apresentadas até o momento, a monja iniciou sua palestra convidando o público a fazer um minuto de meditação, no qual os participantes deveriam se concentrar unicamente na própria respiração. “Nós fomos alfabetizados com uma cultura de violência, mas é possível que cada um de nós reverta isso. A violência é tudo que mantém o ser humano em retrocesso.Uma cultura violenta alimenta empresas violentas, mas, pelo contrário, nossa sociedade está em busca de paz”, elucida.
Heishin defende que acalmar os pensamentos a partir do reconhecimento de cada um deles é um processo de meditação essencial, pois, através dele, podemos extinguir a cultura violenta que nos oprime. “Buda encontrou uma forma de acabar com o sofrimento por meio do reconhecimento dos pensamentos. Você também pode”, ressalta.
ACREDITE NO SEU POTENCIAL
A quarta palestra trouxe uma história empreendedora apresentada pela proprietária da empresa Doce & D'ocê, Noeli Alves Bazanella, que trouxe uma narrativa otimista e de superação ao público do “20 minutos” a partir da temática “Os desafios de empreender”. A empresária conta que começou endividada, mas que foi na dificuldade que descobriu seu potencial de negócio. “Ser empreendedor é uma história que leva suor e lágrimas”, relata. Segundo ela, a principal meta que um negócio deve buscar é garantir aos clientes um produto diferenciado e, desta forma, único. “O empreendedor não vê limites, vê oportunidades. Sua missão deve ser oferecer soluções. Quem enxerga além da ‘crise’, se sobressai”, assegura.
AUTENTICIDADE DA MARCA
O encerramento do ciclo de palestras contou com a participação do PhD em Branding Professor Luiz Salomão, que abordou o tema "Branding: DNA de Marcas, construindo autenticidade as empresas, instituições e territórios". Ele explica que as marcas foram feitas para serem geridas e, uma boa gestão da marca é fundamental. “A marca apresenta um conjunto de informações meméticas capaz de fazer lembrar de algo para sempre. Por isso precisamos de um DNA autêntico”, adverte. O professor explicou que uma boa marca precisa ser construída levando em conta aspectos técnicos, emocionais, mercadológicos, de resiliencia e integração. “A marca é construída de dentro para fora, é no seu DNA que se sobressaem suas características. O mais importante para o processo de construção de uma marca é, portanto, sua autenticidade”, destaca.
EVENTO
No pós-evento, os participantes foram recebidos com uma carta de espumantes, vinhos e chopp, além de um coquetel de comidas orientais, fornecido pela Tojô Cozinha Oriental.
Os patrocinadores do evento foram Tojô Cozinha Oriental; Unochapecó; Arcoplex Cinema; Dale Carnegie e AS Bebidas. O evento também contou com apoio da A10 Condomínios, Univox Celulares, Imensa Construtora, Gráfica Rota, e Unimed Chapecó. As ações do Núcleo de Jovens Empreendedores são patrocinadas pelas empresas AS Bebidas, Contaseg e Unochapecó.
 

Veja também

“Estacionando na Praça” Ação do Núcleo dos CFCs da ACIC conscientiza sobre boas práticas no trânsito23/05/17 O estudante Evandro dos Santos participou no sábado (20) da ação “Estacionando na Praça”, promovido pelo Núcleo dos Centros de Formação de Condutores (CFCs) da Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC) em parceria com a Secretaria de Defesa do Cidadão e Mobilidade. “As aulas de baliza foram interessantes porque......
Chapecó: centro mundial da indústria da carne12/09/16 JOSIAS ANTÔNIO MASCARELLO Presidente da Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC) A Associação Comercial e Industrial de Chapecó, aliada aos seus grandes e leais parceiros, entrega à......

Voltar para Notícias