Aba 1

    NOTÍCIAS

    Postado em 03 de Junho de 2019 às 08h07

    Empresários de tecnologia e inovação promovem ações para estimular jovens a atuar no setor

    Núcleos (52)
    • ACIC CHAPECÓ -

    Segmento possui vagas de trabalho abertas, mas não encontra profissionais disponíveis e qualificados no mercado

    Chapecó é um dos principais municípios de Santa Catarina. É a quinta maior cidade catarinense em população, com aproximadamente 220 mil habitantes e possui o sexto maior Produto Interno Bruto (PIB) do Estado, de R$ 7,7 bilhões. A cidade polo do Oeste ocupa a 18ª colocação no ranking dos municípios brasileiros que mais geram empregos no País. Os segmentos econômicos estratégicos incluem a fabricação de produtos alimentícios, metalmecânico, comércio varejista, transporte rodoviário de cargas, tecnologia da informação e construção civil.

    Acompanhando todo esse crescimento, estão profissionais e empresas do setor de tecnologia e inovação que, a cada ano, destacam-se e tornam-se uma nova e forte matriz econômica do município. Chapecó é um dos principais polos de empresas de TI do Estado e é reconhecida como um dos maiores polos do Brasil de startups por média populacional. As empresas da cidade produzem soluções de ponta que atendem as mais distintas áreas em todo o Brasil. O segmento também exporta, trazendo riqueza e contribuindo para o desenvolvimento do município.

    Porém, o setor se depara com dois problemas: a redução do número de jovens que buscam curso superior na área e a falta de profissionais no mercado. Para discutir o tema e buscar soluções conjuntas, o Núcleo de Tecnologia da Comunicação e Informação (NTIC) da Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC) promoveu, nesta semana, uma reunião com instituições de ensino superior. Participaram representantes da Unochapecó, Senai, Unoesc, Senac e Hórus Faculdades.

    De acordo com o coordenador do NTIC, Sidimar Carniel, existe dificuldade na contratação de profissionais que saiam da universidade com capacidade de produção imediata ou quase imediata. “Pode ser por falta de conhecimento ou distanciamento entre o conteúdo técnico ensinado nos cursos e o que é utilizado de tecnologia nas empresas. Quanto menor o número de profissionais que trabalham na área, mais oneroso se torna ter bons profissionais. Isso ocasiona perda de competitividade em um cenário já sem barreiras físicas de concorrência”.

    O NTIC criou uma Comissão de Educação para acompanhar o problema e buscar soluções. Na reunião desta semana, foi apresentada uma proposta com ações de curto e longo prazos. A ideia é promover ações de divulgação e eventos para conscientizar os jovens sobre a área de tecnologia da informação e incentivar que escolham cursos de TI como formação superior. “Precisamos mostrar as constantes oportunidades de trabalho disponíveis e a importância da área de tecnologia para todos os demais setores da sociedade. Com quase 14 milhões de desempregados no País, é de nosso conhecimento que sobram vagas nas empresas na área de TI por falta de qualificação”, frisa o integrante da Comissão de Educação, Junior Perondi. Outra ação tem foco no curto prazo, com a oferta de capacitações para que os profissionais sejam absorvidos pelas empresas da região.

    O presidente da ACIC, Cidnei Barozzi, destaca a importância do setor para a economia de Chapecó e do Oeste. “A ACIC apoia essa iniciativa e está com as portas abertas para empresas e instituições que tenham interesse em contribuir”.

    A próxima etapa é a formação de uma comissão permanente para elaboração, validação e execução dos projetos, com membros das instituições de ensino, empresários e do NTIC. Interessados devem enviar e-mail formalizando a adesão à comissão para nucleos3@acichapeco.com.br até dia 14 de junho.

    Veja também

    Feirão do Imposto reforça necessidade de reforma tributária29/10/19Ação promovida no fim de semana, em Chapecó, pelo Núcleo de Jovens Empresários da ACIC, mostrou incidência de impostos em produtos de uso popular Você já parou para pensar no quanto paga de imposto em cada produto e serviço que consome? Sabia que, atualmente, o brasileiro trabalha cerca de 150 dias ao ano somente para pagar seus tributos? Para contribuir na reflexão sobre o tema, o Núcleo de Jovens Empresários (NJE) da Associação Empresarial e Comercial de Chapecó (ACIC) promoveu, no fim de semana,......
    Prêmio ACIC/Unochapecó de Sustentabilidade está com inscrições abertas15/05/19Organizações e empresas interessadas em participar podem se inscrever até o dia 31 de maio Com objetivo de reconhecer as empresas e entidades associadas à Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC) com as melhores práticas sustentáveis, a entidade, por meio do Núcleo de Sustentabilidade, em......

    Voltar para Notícias