Aba 1

    NOTÍCIAS

    Postado em 19 de Fevereiro às 15h10

    Empreendedorismo Redes sociais impulsionam o crescimento dos negócios

    Capacitações (30)
    • ACIC CHAPECÓ -
    • ACIC CHAPECÓ -
    • ACIC CHAPECÓ -
    • ACIC CHAPECÓ -

    A especialista em marketing e administração Denise Gasparetto orienta sobre o uso do Instagram, do Facebook e do Whatsapp

    Para identificar o comportamento do consumidor, explorar ferramentas e garantir um bom atendimento pelo Instagram, Facebook e WhatsApp, a Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC) promoveu, nesta semana, o curso “Estratégia de vendas pelas redes sociais”. A capacitação ocorreu no auditório da entidade e foi ministrada pela especialista em marketing e administração Denise Gasparetto.

    “Existem modelos de vendas tradicionais, quando o estabelecimento disponibiliza os produtos e espera a visita dos clientes, conhecido também como ‘marketing da esperança’. Com novas tecnologias e estratégias esse modelo está fadado a terminar. Os consumidores buscam informações nos mais variados meios de comunicação. Se você não está ativo nas redes sociais dá-se a entender que você está ausente no mercado. Esse curso é direcionado para a inserção nesse universo virtual, para os empreendedores que não podem contratar uma agência ou para compreender que tipo de conteúdo a assessoria produz”, destacou Denise.

    Durante a capacitação foram analisados os costumes e as reações dos internautas mediante os posts nesses aplicativos, ressaltando a importância do social selling (relacionamento) nas mídias sociais para aproximar o público-alvo, contatar possíveis clientes e criar conteúdo relevante para manter uma conversa duradoura. Para isso, foram considerados os interesses digitais das pessoas de acordo com as faixas etárias.

    A geração “Baby boomers” (56 à 74 anos) utiliza o WhatsApp e o Facebook; a “X” (39 a 55 anos) além desses aplicativos acessa o Linkedin; a “Millenials” (22 a 38 anos) conecta-se ao Twitter, ao WhatsApp, ao Linkedin, ao Instagram, ao Tinder e a Netflix; a “Z” (10 à 21 anos) mantém login no Twitter, no WhatsApp, no Instagram, no Snapchat e no Youtube e a “Alpha” (9 anos) assiste a Netflix e o Youtube.

    Denise ressaltou que as redes sociais abrangem um campo gigantesco de possibilidades para profissionais autônomos e para empresários que desejam conquistar mais clientes e aumentar o engajamento. A fim de atrair pessoas, os aplicativos não devem ser utilizados como robôs, que disseminam excesso de informações automaticamente. Observou também que para empreendedor é indispensável a análise de mercado e dos produtos que suprem as necessidades dos consumidores.

    Para garantir bom atendimento na web, os gerenciadores das mídias sociais precisam responder os consumidores com rapidez e consistência, interagir com likes, comentários e compartilhamentos. Outro fator é a valorização assumindo os erros e acertos da empresa (feedback) e especificando o atendimento para que os clientes percebam que o auxílio foi prestado por pessoas em vez de androides.

    O Facebook tem aproximadamente 2,3 bilhões de usuários e completou 15 anos de fundação. Para obter bons resultados nessa rede social, os empreendedores devem investir em planejamento, tempo, acompanhamento e investimento. Denise orientou também a ler o conteúdo antes de publicar, ficar atento ao foco do post conforme as necessidades do público-alvo, conversar com os seguidores, seguir profissionais que são referência no segmento, apresentar características exclusivas e analisar a imagem da empresa e do perfil.

    Esse aplicativo dispõe diversas ferramentas que geram engajamento. As imagens com menos de 20% de texto apresentam melhor desempenho. Os vídeos devem ser roteirizados e, além de informações, apresentar narrativas divertidas. As perguntas são indispensáveis para considerar a opinião do público por meio dos comentários. Os links contribuem para despertar a curiosidade dos internautas. As citações geram mais compartilhamentos e as pesquisas com interações permitem que as pessoas optem por um produto em um período curto de tempo.

    O Instagram tem dispositivos para torná-lo profissional. Um deles permite vincular esse aplicativo com uma fanpage do Facebook e alterar para o perfil comercial, que disponibiliza dados de acesso e de público. A orientação para utilizar essa rede social é publicar fotos e vídeos de qualidade com bom enquadramento e áudios sem ruídos; interagir com o público; analisar os melhores dias e horários para publicação; postar stories; planejar e agendar os posts; patrocinar o conteúdo para ter maior alcance; conhecer a concorrência e utilizar as hashtags de acordo com o segmento do negócio.

    Outro aplicativo que contribui para aumentar as vendas é o whatsapp business, utilizado por um usuário aproximadamente 3h15 semanalmente. No Brasil, um a cada dois brasileiros acessam e visualizam de 70 a 150 vezes ao dia, totalizando cerca de 42 bilhões de mensagens trocadas diariamente. Para melhor utilizar essa ferramenta, Denise orientou que o tempo de resposta deve ser de 5 a no máximo 60 minutos; os áudios devem ter pouca duração; as mensagens precisam iniciar com o nome da pessoa; o corretor ortográfico é indispensável para evitar erros e é fundamental utilizar as listas de transmissões, mas deve ser bem planejada para não correr o risco de ser bloqueado.

    “Esses dispositivos e as estratégias são importantes para atrair os clientes, informá-los, compreender e resolver as necessidades dele, fortalecendo a marca e o segmento de produtos. Preciso entender como trabalha essas ferramentas para suprir as demandas e as tendências do mercado”, concluiu Denise.

     

    Veja também

    Terceirização, um tema sempre em debate17/06/19 O tema "terceirização" é sempre objeto de dúvidas e equívocos no momento de sua aplicação. Tanto que já se tratou do tema em artigo publicado nesta Revista em maio/2015, quando em tramitação o Projeto de Lei do qual resultou na efetiva alteração legislativa. Mais do que nunca, a terceirização tem sido......
    Marketing como estratégia competitiva das empresas17/05/19 Longe de ser apenas um meio de propaganda de produtos e serviços, o marketing atua diretamente na inteligência estratégica e competitiva das empresas, criando valor para otimizar vendas, fazendo com que as marcas se posicionem à......

    Voltar para Notícias