Aba 1

    NOTÍCIAS

    Postado em 16 de Outubro de 2015 às 17h33

    Eficiência na gestão pública é tema do Almoço Empresarial da ACIC

    A Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC) realizou nesta sexta-feira, 16, mais uma edição do Programa Almoço Empresarial. O palestrante foi o presidente da Assembleia Legislativa de Santa Catarina, Gelson Merísio, que substituiu o secretário de Estado da Fazenda, Antônio Marcos Gavazzoni.
    O secretário ficou toda a manhã dessa sexta-feira no aeroporto de Florianópolis, aguardando liberação para voo. Embora o aeroporto de Chapecó estivesse aberto, em Florianópolis as condições climáticas impediram a decolagem, e consequentemente, a sua participação no Almoço Empresarial.
    Em contato com a diretoria da ACIC, Gavazzoni sugeriu que Merísio, expusesse o tema “A eficiência gerencial na gestão pública: o case de sucesso do Governo do Estado”.
    Merísio observou que, atualmente, além das crises ética e econômica, o Brasil enfrenta uma crise de expectativa gerada pela incerteza com o cenário político nacional. Ele acredita que as definições devem se concretizar já nos próximos dois meses, se fica como está ou se haverá mudanças, já que 2016 é um ano eleitoral e terá um foco diferente. Ressaltou que apesar dos problemas na economia, o consumo da população continua intenso e, por isso, essa crise tem data para terminar. “Os especialistas apontam mais dois ou três anos para sair desta situação”, disse.
    O presidente da Assembleia destacou a necessidade de enxugar a máquina pública e otimizar os recursos do Estado. Comparou o atual salário dos servidores do Estado com os trabalhadores do setor privado. “Antigamente, o setor privado oferecia melhores salário do que o Estado e, hoje, isso inverteu”, comentou.
    Disse que não se pode mais esperar para rever o sistema de previdência pública. Informou que o Estado de Santa Catarina gasta o mesmo valor, 2 bilhões, tanto para atender 60 mil pessoas, com previdência, quanto para atender 6 milhões de pessoas (população catarinense) com serviços de saúde. “A margem de gestão é pequena, independente de quem for o gestor. Por isso, será necessário o apoio popular para que as mudanças efetivamente aconteçam. Não podemos mais tangenciar os problemas e romancear uma relação com a sociedade”, asseverou.
    O presidente da ACIC, Bento Zanoni, ressaltou que aqueles, que tradicionalmente prestigiam os almoços empresariais da ACIC, sabem que a alteração na programação é uma exceção e esta foi gerada por motivos alheios ao controle da entidade. Agradeceu a participação de todos e a disponibilidade do presidente do Legislativo Catarinense. 

    • ACIC CHAPECÓ -
    • ACIC CHAPECÓ -
    • ACIC CHAPECÓ -
    • ACIC CHAPECÓ -

    Veja também

    O futuro prefeito e as feiras (Efapi, Mercoagro, Mercomóveis...) MARCOS A. BEDIN12/11/20 O futuro gestor do município precisa entender extraordinário papel das feiras multissetoriais e das feiras especializadas na centenária trajetória do Município. As feiras multissetoriais buscam representar todos os setores e tentam se constituir em síntese da economia de uma região. Hodiernamente, estão sofrendo uma metamorfose, derivando para feiras......
    ACIC inicia atualização de cadastros de Associados10/01/19 A Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC) inicia o ano de 2019 oferecendo melhorias aos seus associados. Em breve, começará a atualização cadastral. Trata-se de uma ação institucional......
    Comece a vida acadêmica no imóvel ideal06/08/19 Mudar de cidade para iniciar os estudos é uma escolha que traz muitos desafios. Nessa nova fase da vida, é muito importante estar bem estabelecido. Para isso, é preciso se organizar antecipadamente, calcular os gastos, visualizar a nova......

    Voltar para Notícias