Aba 1

    NOTÍCIAS

    Postado em 29 de Março de 2019 às 15h50

    Diretora da ACIC recebe homenagem do Mulheres de Valor

    • ACIC CHAPECÓ -
    • ACIC CHAPECÓ -
    • ACIC CHAPECÓ -
    • ACIC CHAPECÓ -

    Cleunice Zanella recebeu o reconhecimento por sua trajetória de empreendedorismo e inspiração

    A diretora de Desenvolvimento de Núcleos da Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC), Cleunice Zanella, foi homenageada no projeto Mulheres de Valor 2019, da Gen TV. O Troféumulheres de Valor reconhece a força de vontade, superação e inovação de mulheres da região Oeste catarinense que fazem a diferença nas categorias: empreendedorismo, sustentabilidade, educação, saúde, política, terceiro setor e inovação.


    Cleunice é professora e coordenadora do curso de Administração da Unochapecó. Teve o sonho de estudar e de ser independente como impulsionador para sua trajetória pessoal e profissional. Nasceu na Linha Sobradinho, em Águas de Chapecó, sendo a mais nova de seis filhos. A família vivia da agricultura de subsistência. “Aos 7 anos de idade mudei para a sede do município, juntamente com meus pais e uma das minhas irmãs. Os demais irmãos continuaram na Linha Sobradinho, trabalhando na roça. Essa mudança para a cidade me proporcionou o acesso ao ensino fundamental e médio”, conta Cleunice.


    Aos 15 anos conseguiu seu primeiro emprego em uma fábrica de bonés, a Sangoo Bonés. “Nunca tive um tênis, então, com meu primeiro salário, realizei esse sonho. Lembro muito bem da loja e do modelo que escolhi. Temos que sonhar e agir com propósito para alcançar o sonho, por menor que seja”, lembra. Na fábrica, iniciou como auxiliar de costura, mas tinha interesse em aprender mais. Em alguns meses foi promovida a costureira. “Gostava muito da atividade, ia trabalhar feliz. Mas eu queria ir além, ser independente”.


    Os pais retornaram para a Linha Sobradinho, onde residem até hoje, e Cleunice, aos 15 anos, ficou morando sozinha na cidade. Finalizou o ensino médio e se inscreveu para o vestibular em Administração na URI de Frederico Westphalen e na Unochapecó, sem contar para ninguém.


    Foi aprovada em ambos e escolheu a universidade que mais almejava: a Unochapecó. A matrícula fez com o que economizou do salário que recebia na fábrica. As demais mensalidades daria um jeito. Ia de ônibus todas as noites para as aulas.


    Durante o período de faculdade, fez amigos e mudou de emprego: trabalhou como recepcionista e na área de vendas da Ogochi. Depois fez estágio no CIEE, trabalhou com vendas, logística e produção na Nutron e fez o trabalho de conclusão de curso na Bondio Alimentos. Em 2004, seu orientador de TCC, professor Anselmo Rocha Neto, indicou-a para dar aulas em uma escola profissionalizante, a qual aceitou. Cleunice se formou em 2005 e na sequência fez uma pós-graduação em Gestão da Produção e Logística, concluída em 2006. Nesse ano, foi convidada para dar aulas na Unoesc Xanxerê. “Trabalhava o dia todo na Bondio e duas a três vezes por semana me deslocava até Xanxerê e São Domingos, onde a Unoesc ofertou uma turma de graduação em Administração”.


    Em 2007 recebeu novo convite: para dar aulas na Unochapecó. “Fiquei feliz, honrada e emocionada”. De 2007 a 2009 trabalhava o dia todo na Bondio, algumas noites na Unoesc e as demais noites na Unochapecó. Porém, em 2009, precisou tomar uma decisão. “Se eu quisesse continuar atuando como docente, precisava me capacitar. Foi então que saí da Bondio e também da Unoesc, devido à distância. Me dediquei desde então somente à Unochapecó. Neste mesmo ano fiz o processo seletivo para o mestrado. Fui aprovada e iniciei o curso em 2010, em Florianópolis”.


    Logo após ter finalizado o mestrado, assumiu a coordenação adjunta do curso de Administração da Unochapecó, em 2012 e 2013. Foi em 2013 também que decidiu fazer o processo seletivo na UFSC para doutorado em Administração, iniciando o curso em 2014. “Foi um ano incrível, nunca imaginei que estudaria tanto na minha vida. E eu amava aquilo”. Junto com esse período veio a gravidez. A filha, Lara, nasceu em 2015. No fim daquele ano retornou de licença maternidade para a universidade e, em fevereiro de 2016, assumiu a coordenação do curso de Administração, função que ocupa até hoje.


    Cleunice concluiu o doutorado no fim de 2017, ano que também assumiu a Diretoria de Desenvolvimento de Núcleos Empresariais da ACIC. “Poder participar de uma entidade representativa como a ACIC é motivo de orgulho para qualquer pessoa. Sinto-me privilegiada por conviver com gestores, empresários e empreendedores que fazem parte da associação. Uma atividade da qual muito me orgulho”, enfatiza Cleunice.


    FUTURO
    Em seu planejamento, Cleunice pretende fazer pós-doutorado na Europa na linha de pesquisa “produção e desenvolvimento”. “Vou trabalhar sempre em prol dos profissionais administradores e das organizações que atuam no desenvolvimento das regiões, difundindo o empreendedorismo, a liderança e o trabalho em equipe. Pessoalmente, pretendo ser a melhor mãe possível para a Lara. Um orgulho para meus pais e um amor eterno para meu marido e companheiro”.


    RECONHECIMENTO
    Sobre receber o Troféu Mulheres de Valor, Cleunice avalia que é resultado de muito trabalho, dedicação e de amor ao que se faz. “Reflete ainda o quanto é importante participarmos ativamente das instituições, das organizações, atuando com atitude empreendedora”. De acordo com Cleunice, o maior ganho em ter participado do Projeto Mulheres de Valor foi a oportunidade de conhecer outras mulheres que não medem esforços para atingirem seus objetivos. “Esse projeto nos aproximou e está fomentando nossa articulação para realizar projetos em conjunto.


    Além disso, destaca o valor da mulher no empreendedorismo e na liderança. Juntos, homens e mulheres, vamos muito além. É preciso que cada vez mais mulheres ocupem seu lugar como agentes do desenvolvimento”.


    DICA
    Para as mulheres empreendedoras e aquelas que querem entrar nesse universo, a professora e diretora da ACIC ressalta que não se deve confundir empreendedorismo com abertura de negócios. “Existem muitos proprietários de diferentes segmentos que não são empreendedores. Empreendedorismo é atitude, é inovação, é ação com propósito. É fazer a diferença. Que cada vez mais mulheres façam a diferença, independentemente do local onde atuam”, conclui.

    Veja também

    Almoço Empresarial da ACIC recebe Distribuidora Nilo Tozzo nesta quarta-feira09/09/13 A Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC), promove no dia 11 de setembro, na cantina do Cesec em Chapecó mais uma edição do Almoço Empresarial. No evento, que conta com apoio do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), será apresentado o case da empresa Nilo Tozzo. Com início das atividades em 1997, a Distribuidora Nilo......
    Inteligência analítica proporciona negociações mais seguras e assertivas03/10/18Tema foi explanado em evento na ACIC Chapecó nesta quarta-feira (03) Empresários que investem em Business Intelligence (BI), Business Analytics (BA) e gestão de big data têm, em média, aumento de 60% em suas margens operacionais, sendo que em três anos o investimento nessas ferramentas......

    Voltar para Notícias