NOTÍCIAS

Postado em 26 de Novembro às 17h02

Chapecó recebe reunião do Comitê Jurídico da Facisc

Representatividade e Ações (60)Associados (15)
  • ACIC CHAPECÓ -
  • ACIC CHAPECÓ -

Encontro discutiu a reforma trabalhista, juros bancários, a lei de liberdade econômica e o case da Mercoagro

Representantes jurídicos, advogados e empresários das Associações Empresariais da região reuniram-se, nesta semana, na Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC) para a reunião do Comitê Jurídico da Federação das Associações Empresariais de Santa Catarina (Facisc). Os encontros acontecem de maneira itinerante a cada dois meses e já passaram por Joinville, São José, Blumenau, Criciúma e Jaraguá do Sul.

A reunião foi liderada pelo diretor jurídico da Facisc, André Daher, que destacou a importância de cada associação saber os propósitos jurídicos da Federação e de que maneira a entidade pode contribuir.

No encontro, Daher explanou sobre a reforma trabalhista e sua evolução, o diretor jurídico da Associação Comercial e Industrial de Rio do Sul, Éder Nardeli, falou sobre juros bancários para alavancar negócios, o advogado e relações governamentais da Facisc, Murilo G. dos Reis, palestrou sobre a lei de liberdade econômica e seus impactos e a assessora jurídica da ACIC Chapecó, Márcia Bonamigo, apresentou o case da Mercoagro.

De acordo com Daher, o objetivo dos encontros é a capacitação dos assessores jurídicos das ACIs e demais advogados para que se possa levar às associações e aos empresários a melhor maneira de expor os riscos empresariais e de aplicação da norma jurídica corretamente. “O Comitê Jurídico leva para as ACIs o que está mudando na legislação, o que tem de novo para implementar e expor viabilidades de atuação. No encontro em Chapecó debatemos também as mudanças culturais que impactam nas empresas e como se adaptar a elas”.

O Comitê Jurídico da Facisc é pioneiro no País dentro do sistema de associações empresariais e federação e estimulou a criação do Comitê Jurídico da Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB).

MERCOAGRO

Márcia Bonamigo apresentou uma das ações mais exitosas da ACIC Chapecó: a realização da Feira Internacional de Negócios, Processamento e Industrialização da Carne (Mercoagro). A primeira edição da feira ocorreu em 1996. A edição de 2016 foi o resgate da feira pela ACIC, em 2018 a consolidação e a 13ª edição, em 2020, traz a inovação. A feira está programada para o período de 15 a 18 de setembro do próximo ano, no Parque de Exposições Tancredo Neves, em Chapecó (SC).

A Mercoagro 2020 contará com 205 estandes, 350 marcas representadas, público de 20 mil visitantes/compradores e previsão de negócios de US$ 200 milhões de dólares. Márcia destacou que trata-se da maior feira do setor na América Latina e uma das maiores feiras técnicas da indústria mundial de alimentos. Com 15 mil metros quadrados de área do parque de exposições com todas as tendências e novidades que o setor oferece, a Mercoagro 2020 criará 3 mil empregos temporários durante o período de realização, com injeção de R$ 15 milhões na economia local e regional.

A feira é promovida e organizada pela ACIC, com patrocínio da Aurora Alimentos, Unimed Chapecó e Sicredi, parceria da Prefeitura de Chapecó e apoio do BRDE, Nucleovet, Abrafrigo, Facisc, Unoesc, Embrapa, Sincravesc, Asgav/Ovos RS, Chapecó e Região Convention & Visitors Bureau, ABPA, Sihrbasc, Fiesc, Senai, Sesi, Unochapecó, Sebrae, Safetrading e Sicoob. A comercialização é da Enterprise Feiras e Eventos. A mídia oficial é da revista Agro & Negócios, Frigonews e Mais Carne. Mais informações no site www.mercoagro.com.br.

Veja também

ACIC no Legislativo Proposta de mudança no Plano Municipal de Educação gera discussão na Câmara28/06Oposição e base do governo divergem sobre alteração que reduz a meta de atendimento na educação infantil de 80 para 50% das crianças do município Colocado em pauta para primeira votação na sessão dessa quinta-feira (27), o projeto 29, de origem do Executivo, provocou debate acalorado entre os vereadores. A proposta, que foi aprovada, altera o Plano Municipal de Educação de Chapecó, sugerindo que a meta número 1, que antes era a ampliação da oferta de educação infantil com objetivo de......

Voltar para Notícias