NOTÍCIAS

Postado em 12 de Junho às 17h00

ACIC no Legislativo Pavimentação é tema de debate na Câmara de Vereadores de Chapecó

Representatividade e Ações (55)
  • ACIC CHAPECÓ -

Requerimento que solicitava informações sobre os critérios para escolha de ruas a serem pavimentadas foi rejeitado na sessão dessa terça-feira

O requerimento 136, de autoria do vereador Cleiton Fossá (MDB), levantou a discussão sobre pavimentação na sessão dessa terça-feira (11), na Câmara de Vereadores de Chapecó. Rejeitada pela maioria dos vereadores, a proposição solicitava ao prefeito Luciano Buligon quais são as ruas com previsão de pavimentação ou cascalhamento em 2019 utilizando matéria-prima da usina de asfalto municipal; qual o orçamento destinado para este fim e quais os critérios adotados para a seleção das vias.

Fossá declarou que as informações são importantes e devem ser públicas. “É bom que se diga: a usina é municipal, é dinheiro municipal, são verbas públicas municipais. Os critérios têm que ser públicos, até para não criar expectativas para alguns moradores que estão aguardando o asfalto e não têm acesso”, argumenta.

O líder do governo, João Rosa (PSB), defendeu que não há como divulgar as ruas que receberão melhorias para não gerar promessas e nem pressão. “Todo governo, especialmente o municipal, gostaria de ver todas as ruas asfaltadas. Se tiver recursos, todas as ruas possíveis serão feitas”.

Outros 12 requerimentos foram aprovados na sessão, além de cinco indicações e uma moção. Esta, de número 119, do vereador Claimar de Conto (PP), solicita que seja enviada Moção de Parabenização ao Comandante da Guarda Municipal, Alexandre Schleicher e equipe, pela atuação desempenhada na resolução do crime ocorrido no centro de Chapecó no último dia 03.

TRIBUNA LIVRE

Os vereadores receberam a visita dos representantes da Associação de Deficientes Visuais do Oeste de Santa Catarina (Adevosc), Antônio Carlos Rigo e Miriam Steffans. Os dois utilizaram o tempo da Tribuna Livre para apresentar as ações da entidade e, especialmente, solicitar a colaboração dos vereadores na busca por soluções para as dificuldades que vêm enfrentando. Miriam destacou que a Adevosc atende hoje mais de 100 pessoas com deficiência visual e baixa visão de 20 municípios da região. “Completamos 26 anos de atuação no trabalho com habilitação e reabilitação, oferecendo oficinas e atendimentos”, destacou.

Um dos pontos de maior dificuldade citados por Miriam é a necessidade de ampliação da carga horária de assistência social, cujo recurso disponível atualmente paga apenas 10 horas de atuação da profissional, o que não é suficiente para suprir a demanda dos atendimentos. Outra dificuldade pontuada foi referente ao espaço físico da associação, que precisa de ampliações, além da dificuldade em conseguir datas para a realização de pedágios de arrecadação da entidade.

Os representantes da Adevosc pediram que os vereadores fiquem atentos às votações de orçamento e que sugiram aumento na destinação de recursos para a entidade quando houver possibilidade.

O vereador Fossá solicitou que a entidade encaminhe as pautas de forma escrita à mesa diretora, para poder formalizar uma pauta do Legislativo para informar o Poder Executivo para a questão do orçamento.

ORDEM DO DIA

O presidente da Casa, Ildo Antonini (DEM) cobrou os vereadores que fazem parte das comissões para que analisem os projetos que estão parados nas mesmas, para agilizar o processo, já que não há projetos para incluir na pauta de discussão e votação nos próximos dias.

Foram aprovados em segunda votação os projetos 44, que cria o programa “Adote um Bem Cultural”; 45, que dispõe sobre a criação do Museu da Imagem e do Som da Cidade de Chapecó (MIS/CCO); 56, que ratifica as alterações realizadas no Protocolo de Intenções consubstanciado no Contrato de Consórcio Público da Agência Reguladora Intermunicipal de Saneamento (ARIS); 71, que abre crédito suplementar, anulação de dotações, no orçamento programa do exercício de 2019 e 73, que autoriza a criação da “Alameda Rio de Janeiro”, no Bairro Paraíso; todos de autoria do Executivo,.

ACIC E OBSERVATÓRIO

A Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC) e o Observatório Social têm participado, juntos, das sessões da Câmara de Chapecó. O objetivo das entidades é estar a par da atuação do Legislativo e contribuir com os debates.

Foto 02 – Adevosc falou sobre a atuação da entidade na sessão dessa terça-feira


 

Veja também

Maior retorno de ICMS aos municípios ACIC: Governador fez justiça com o Grande Oeste04/07 O fim de uma grande injustiça perpetrada impunemente contra as comunidades produtivas do grande oeste de Santa Catarina há muitos anos. Essa é a manifestação da Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC) em documento encaminhado ao Governador Carlos Moisés da Silva, nesta semana, cumprimentando pela edição de decreto que altera o......
Câmara de Vereadores de Chapecó anuncia corte de custos em resposta à pedidos da sociedade01/07A partir de 2020, redução nos gastos chegará a R$ 1,4 milhão por ano Os vereadores chapecoenses anunciaram um pacote de medidas para o corte de gastos no Legislativo em coletiva de imprensa na tarde de sexta-feira (28). Com a presença de todos os vereadores, o presidente da Casa, Ildo Antonini (DEM) apresentou à......

Voltar para Notícias