Aba 1

    NOTÍCIAS

    Postado em 25 de Março de 2015 às 16h00

    Proteção e Gestão Patrimonial Estratégica foi tema de café palestra na ACIC

    “O Brasil é um dos maiores riscos para os empresários”

    Diante de um cenário repleto de incertezas, proteger o patrimônio e os negócios da família é fundamental para garantir o futuro das próximas gerações com estabilidade e segurança econômica. Este assunto foi abordado durante café-palestra realizado pela Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC), com apoio institucional da empresa associada Giolo e Santin Advogados.
    A palestra foi ministrada pelo advogado Sandro Wilson Pereira dos Santos, sócio-sênior da PSQA Advogados de Curitiba. Graduado em Direito pela PUC/PR, pós-graduado em Direito Tributário e Processual Tributário, membro da International Bar Association, International Fiscal Association, Academia Brasileira de Direito Financeiro, Câmara de Comércio Brasil/EUA e Câmara de Comércio Cristã Internacional. Atua nas áreas de fusão e aquisição, tributos, reestruturação societária e Family office.
    Com mais de 20 anos de experiência na área jurídico-empresarial, o advogado fez uma breve exposição sobre os riscos aos quais o patrimônio das empresas está exposto, sejam eles questões pessoais, familiares, instabilidade no próprio negócio, mudanças na economia, Risco Brasil, entre outros. Apresentou o modelo de gestão Family Office, muito difundido no exterior e começa a ser adotado por empresas brasileiras, a partir a gestão do patrimônio familiar de estruturas legais e eficazes e enfatizou que o empresário pode sentir-se seguro quando conta com proteção da pessoa física, proteção do patrimônio, eficiência fiscal para garantir a sucessão e perpetuidade familiar.
    O palestrante reforçou que a gestão estratégica não permite amadorismo, improvisação, descontrole, desconhecimento ou estruturas genéricas. “Para sobreviver no mercado, o empresário precisa contar com uma gestão profissional, mapeamento e projetos, riscos conhecidos e mensurados, estratégias legítimas e regulares ajustadas às particularidades do negócio”.
    Sobre os mecanismos disponíveis no ordenamento jurídico nacional e internacional a fim de minimizar as inseguranças, falou das holdings (empresas que são donas de outras empresas); fundos de investimentos, estruturas internacionais, investimentos no exterior, estrutura offshore, as Private Investiment Companies (Pics); Trust (transferência do patrimônio, em vida, para os herdeiros com menor custo; e fundações privadas (demandam de volume de capital mais relevante).
    A respeito das Holdings, o palestrante destacou que elas se tornam uma forma de proteger os negócios das questões pessoais de seus sócios, em caso de morte, separação e outros. Elas têm como finalidade profissionalizar a governança, facilitar a sucessão familiar evitando conflitos e custos, facilitar a preservação do patrimônio e reduzir os custos fiscais.
    Os fundos fiscais, por sua vez, contam com vantagens fiscais, mas é necessário ter conhecimento e atenção na hora de escolher o melhor tipo de investimento. Segundo Santos, existem quatro formas de fazer esses investimentos: disponibilidade financeira (conta corrente), investimento em imóveis, participação societária ou investimento em mercado de capitais. Entre as quatro, ele recomenda a participação societária, pois de forma legal, é possível preservar o patrimônio sem ficar refém da tributação brasileira.
    Santos advertiu que no momento de fazer um investimento no exterior é necessário escolher um país com uma economia sólida. Atualmente, os que estão no topo da lista são Inglaterra, USA, Panamá, Ilhas Virgens e Caimã, por não haver tributação e nem publicidade dos lucros.
    Por fim, alertou para a necessidade de confiar na pessoa/profissional que auxiliará na condução das operações e que, de forma legal, é possível proteger e preservar os negócios garantindo o conforto e a segurança das próximas gerações.

    Veja também

    Dicas dos Nucleados 12/08 Núcleo de Tecnologia da Informação e Comunicação Operadoras móveis virtuais O mercado de telecomunicações é um dos segmentos mais dinâmicos da economia e a telefonia móvel, por sua vez, é protagonista nas grandes evoluções. É difícil imaginar o nosso dia a dia sem conectividade e mobilidade, seja no......
    Mapa de Acesso a Capital 14/09 Capital será um elemento necessário para a retomada do crescimento das scale-ups. A Endeavor criou o Mapa de Acesso a Capital para orientar a tomada de decisão mais adequada ao estágio de crescimento da empresa. Confira clicando......
    Exposição fotográfica promove reflexão sobre a imigração de haitianos30/01"A Casa é um mar cheio de portos" traz um olhar sensível sobre profissões e permanece na ACIC durante o mês de fevereiro com entrada gratuita Mais de 4 mil imigrantes haitianos vivem em Chapecó. Eles vieram em busca de melhores condições de vida e, muitos, deixaram suas profissões de lado para trabalhar em outros setores ou buscar uma nova formação no......

    Voltar para Notícias