Aba 1

    Postado em 28 de Abril de 2020 às 16h45

    Adapte seu negócio e saia fortalecido da crise

    • ACIC CHAPECÓ -


    Reinventar-se, investir em tecnologia, ser visionário e não desistir. Esses são alguns comportamentos que os empreendedores precisam ter para manter os negócios não apenas em períodos de dificuldade, mas em todos os momentos. A situação atual preocupa a todos, mas é possível avaliar cada atividade, inovar e sair fortalecido da crise provocada pela pandemia do novo Coronavírus.
    De acordo com o consultor da UPZ Facilitadores Empresariais, Paulo Cesar Zonta, não é somente em períodos de crise que as empresas precisam inovar e se manter no mercado. Zonta comenta que o que pode acontecer com o mercado é uma antecipação do comportamento da sociedade tanto no aspecto de consumo, quanto no aspecto humano. “Inovações e tendências que aconteceriam talvez em cinco, dez e ou 20 anos deverão ser antecipadas. É possível citar aqui a compra online de produtos e serviços. Quem já estava preparado para vender online e já tinha um sistema de delivery formatado está sofrendo menos com o impacto da Covid-19”.
    Algumas sugestões para se manter no mercado, não somente no período de crise, mas também pós-crise, é investir em tecnologia, vendas online, entrega em casa. “Cada empresa deve verificar qual é a melhor forma de entregar seu produto e serviço para o consumidor. Neste período de incertezas fica difícil prognosticar um futuro, então é necessário que as empresas se voltem para dentro, ou seja, vejam seus pontos fortes, suas fraquezas, verifiquem seus produtos e serviços. Também é hora de priorizar produtos e serviços de alto giro, que geram caixa. Enquanto que aqueles de baixo giro devem ser revistos, inovados ou eliminados do portfólio da empresa”, orienta Zonta.

    OTIMISMO
    O momento é delicado, mas para se projetar após a crise a palavra inicial para qualquer empreendedor é otimismo. Zonta lembra que os problemas costumam ser resolvidos mais facilmente se as pessoas forem otimistas, não apenas em relação à pandemia, mas a todos os problemas que são enfrentados na vida e na empresa. Algumas dicas são procurar rapidamente definir quais benefícios oferecidos pelos governos federal, estadual e municipal a empresa pode usufruir, negociar dívidas e pagamentos futuros, negociar recebíveis da melhor forma possível, acompanhar a legislação diariamente e verificar como é possível atender os clientes. “A palavra é inovação. Confira o que as outras empresas estão fazendo, veja se você pode adaptar ao seu produto ou serviço algo que estão fazendo em outros ramos de negócio. Não espere a crise passar, aprenda a dançar conforme a música, ou seja, agora é a hora”, reforça o consultor.

    TENDÊNCIAS
    “Prognosticar um futuro em meio a tantas incertezas é difícil, mas o que está acontecendo obrigatoriamente com o consumidor e com as pessoas de um modo geral leva a acreditar que poderemos ter um aumento de tendências. Entre elas estão: as pessoas se tornarão mais tecnológicas, aumento das transações e negócios online, do sistema de delivery e do uso de APPs”, frisa Zonta. Outra tendência é a maior exigência por parte do consumidor, maior cobrança quanto aos padrões de higiene e limpeza, qualidade de produtos e serviços, maior importância para as experiências, convivências e emoções. “O mais importante: acredito que o consumidor vai procurar as empresas que realmente se preocupam com o conceito de sustentabilidade, que se preocupam com a sustentabilidade econômica, social e ambiental no meio que ela está inserida”, realça o consultor.
    A relação de trabalho entre colaboradores e empresas também pode mudar. “Deverá haver uma maior compreensão dos dois lados. Já estamos vendo uma aceitação do trabalho por home office, talvez demoraríamos dez anos para confiar nesta modalidade que hoje é uma realidade.
    Além disso, maior flexibilização na legislação trabalhista, com menos burocracia também é uma questão que pode avançar. Ficou claro que é necessário estudar, aprender, atualizar-se no mercado de trabalho. As pessoas se preocuparão mais com o aprendizado e com as inovações tecnológicas para manter o seu emprego”, destaca Zonta.

    FUTURO
    Zonta enfatiza que as maiores invenções surgiram após a primeira e a segunda guerras mundiais. Na crise de 2008 o País teve o menor desempenho dos últimos anos e a economia mundial se recuperou em dez anos. “Agora vamos nos recuperar de maneira mais rápida.
    Estamos vivendo um momento singular e acredito que teremos muitas inovações na forma de trabalhar, produzir, vender, entregar e consumir produtos e serviços. A marca que deve ficar é que as empresas não podem deixar para depois as inovações que estão sendo implementadas no mercado, vamos ter uma velocidade maior nas mudanças. Precisamos lembrar que inovação não é somente algo inovador, mas sim algo que você ainda não faz ou não utiliza na sua empresa.
    Você pode melhorar seus processos, seus produtos, seus serviços, sua gestão ou o seu marketing”, conclui o consultor.



    CONFIRA DICAS PARA ALAVANCAR SEU NEGÓCIO

    O consultor Paulo Cesar Zonta elencou 19 dicas de como melhorar o negócio, independentemente do porte e do setor da empresa.
    1. Criar uma cultura empresarial que estimule as pessoas à inovação, permitir a sugestão de ideias para gerar brainstorming.
    2. Não desistir no primeiro obstáculo, inovar requer persistência e um tempo de aprendizado.
    3. Entender quais serão as novas necessidades e demandas do novo consumidor.
    4. Reinvente seu negócio, pense nisso.
    5. Se você ainda não digitalizou seu negócio, agora é a hora.
    6. Descubra quais processos, ativos, produtos ou serviços você ainda não informatizou.
    7. Se você tem um produto ou serviço que não está indo bem, agora é a hora de resolvê-lo.
    8. Crie novos hábitos e necessidades para seus clientes ou não deixe de verificar quais serão esses hábitos e necessidades.
    9. Aprenda coisas novas, treine sua equipe de trabalho.
    10. Seja visionário, solucionador de problemas e apaixonado pelo que você faz.
    11. Seja responsável, não culpe ninguém pelos problemas da sua empresa.
    12. Aumento da colaboração entre empresas.
    13. Precisamos nos preparar melhor para grandes riscos.
    14. Haverá oportunidades incríveis para empreendedores – mão de obra no mercado, vários ativos estão se tornando disponíveis.
    15. Nascimento de empresas com modelos revolucionários.
    16. Seu mindeset é tudo – uma mentalidade negativa nunca levará a uma vida positiva. Concentre-se nas coisas positivas, tanto na gratidão quanto na capacidade de reinventar o seu negócio e desenvolver novas habilidades.
    17. Tenha fontes seguras de informações.
    18. Venda de tudo pela internet.
    19. Todos os dias, faça a diferença!

    Veja também

    Fundo Garantidor viabiliza recursos para micro e pequenos negócios07/04/20Financiamentos são de R$ 10 mil a R$ 50 mil para empresas associadas à ACIC Chapecó Disponibilizar recursos financeiros aos associados com flexibilidade de prazos de carência. Esse é o objetivo da Associação Comercial e Industrial de Chapecó (ACIC) com a criação do Fundo Garantidor ACIC/GaranteOeste/Sicoob MaxiCrédito. A iniciativa faz parte das medidas adotadas pela entidade para contribuir com as empresas no enfrentamento da pandemia causada......
    Prepare-se para retomar suas atividades de maneira eficiente16/07/20 O SEBRAE desenvolveu um conjunto de protocolos com orientações práticas e relevantes, elaborados de acordo com as recomendações das autoridades sanitárias, com o objetivo de proporcionar suporte aos empresários......
    ACIC promove campanha Pequenas Ações & Grandes Atitudes 24/03 Uma das 10 medidas que a ACIC implementou para enfrentamento à pandemia foi a Campanha Pequenas Ações & Grandes Atitudes para estimular a manutenção de pequenos e médios negócios, os mais afetados pela......

    Voltar para (Contra Coronavírus)